Como escrever sua carta de apresentação para uma universidade estrangeira

Publicado por

Escrever uma declaração pessoal é uma das partes mais importantes da candidatura a uma universidade. Portanto, requer muito tempo, atenção e, o mais importante, dedicação. Para tornar esse processo um pouco mais fácil, dê uma olhada nos nossos conselhos para escrever uma boa carta de apresentação.

Sobre o que escrever

O escopo de uma carta de apresentação pode ser bastante amplo, o que significa que alguns se sentem um pouco intimidados quando começam. Mas lembre-se, o foco da declaração será você.

Agora, escrever sobre si mesmo é um grande prazer para alguns e uma perspectiva aterrorizadora para os outros. Se você está no último grupo, lamentamos que você tenha que passar por isso, mas escrevendo positivamente sobre si mesmo e, de certo modo, "vender" o que você tem de bom é uma habilidade vital para uma carreira bem sucedida. E depois de um tempo, embora possa não parecer assim, você irá se acostumar a isso.

Então, em primeiro lugar, por que você está se candidatando? É importante ser sincero. A escrita honesta brilha muito mais do que platitudes e clichês. O que lhe interessa sobre a área? O que lhe interessa sobre a faculdade? Quais são suas ambições? Se você estiver entusiasmado com o curso, isso será claro para o leitor.

E não se esqueça, você tem muito tempo para revisar sua escrita, então a primeira vez que você tentar, não volte e se edite ou pense com muito cuidado sobre o que você quer dizer; apenas escreva. Dê um dia ou dois e veja o que escreveu. Isso faz você se sentir entusiasmado com o seu curso?

Em segundo lugar, o que o torna a pessoa certa para a faculdade e o curso? Então você está entusiasmado com o curso, mas por que você é certo para ele? Liste as habilidades, experiências e realizações relevantes, sejam elas da escola, do trabalho ou de qualquer outro lugar.

Atividades extracurriculares

Agora, isso é algo que pode causar algum sofrimento aos leitores, mas é uma boa forma de incluir algumas coisas que você se dedicou para fazer fora da escola ou do trabalho. O motivo pelo qual isso pode causar um pouco de tristeza é que você pode estar pensando: "Não fiz nada de mais que vale a pena escrever", o que é totalmente impreciso.

Você pode se sentir assim, mas se você realmente se sentou e pensou sobre o que você faz? Você pode pintar uma imagem fenomenal sobre o que lhe interessa, como isso mudou ao longo dos anos e quão útil essas experiências foram, não importa o quão distantes elas podem parecer da compreensão tradicional do "trabalho".

Exemplos típicos podem incluir:

• Clubes ou sociedades às quais você pertence (esportes, criativos, musicais)

• Emprego ou voluntariado

• Cursos que você escolheu fora da escola (incluindo cursos on-line gratuitos)

Se você ainda sentir que não fez nenhuma dessas coisas, deve haver algum tempo para começar um ou se não, o que você faz quando você chega em casa da escola? Que hobbies você tem? Como eles o beneficiam? Seja criativo e escreva sobre seus interesses de forma construtiva.

Estudantes internacionais

Como estudante internacional, há algumas coisas extras que você deve mencionar.

Por que você quer estudar neste país em específico? É pelo curso? A cultura? O idioma? A comida? Novamente, seja honesto (embora seja bom mencionar o quão excelente você acha que a universidade seja).

Você deve mencionar suas habilidades na linguagem, quão fluente você está em seu idioma prospectivo e quaisquer cursos ou testes que você já fez. Se você não tem experiência, mencione isso também e diga que você vê isso como uma ótima oportunidade para se expandir e aprender um novo idioma (talvez também comece a tomar aulas).

Explique por que você quer ser um estudante internacional ao invés de estudar em seu próprio país. Quais são as diferenças entre os dois países? Os potenciais colégios? Esta é também uma boa oportunidade para provar-se ambicioso e aventureiro - as instituições adoram esse tipo de coisa.

Como escrevê-la

Então, estas são ideias para o que colocar, mas como deve ser quando se junta tudo isso?

A estrutura da carta dependerá de quem você é, já que você deve se concentrar principalmente em seus pontos fortes, o que é apropriado, pois cada declaração deve ser pessoal para você.

No entanto, isso não significa que não podemos dar-lhe algum conselho geral sobre como juntar todos os pontos.

De um modo geral, você quer começar falando sobre suas ideias, habilidades e qualidades que você acha que as universidades e faculdades mais valorizarão. Siga estas ideias, e depois detalhe tudo isso ao máximo. Você então deve terminar a carta dizendo como você se sente e dar o melhor exemplo de por que essa faculdade é ideal para você.

Por exemplo, comece escrevendo sobre quem você é, e por que você está se candidatando. Detalhe sua experiência, desafios que você superou e o que o torna especial. Então, o que você mais gosta sobre o curso e a faculdade. As atividades extracurriculares, depois suas expectativas de ser um estudante internacional. E finalmente, termine com por que você acha que é a pessoa certa para a faculdade.

Algumas dicas breves sobre a escrita:

• Seja claro. Se você sentir que está falando demais sobre algo, edite e esclareça.

• Um novo parágrafo para cada nova ideia.

• Tente se destacar (isso é fácil falar, mas bem difícil de fazer), talvez através do humor. Mas seja um pouco sem graça em alguns assuntos para tentar evitar causar qualquer ofensa (claro que você não vai fazer isso, mas cuidado!).

• Revise em voz alta e peça aos amigos, professores, familiares para lerem e ouvirem. Não fique muito chateado se houver muitos problemas. É melhor encontrá-los cedo e corrigi-los.

• Não plagie ou roube o trabalho de outra pessoa. Por um lado, as universidades geralmente são bastante adeptas em encontrar falsificações, mas também, as declarações de outras pessoas são aborrecidas. O seu será muito melhor.

• Certifique-se de ficar dentro dos limites de linhas.

E agora você tem uma carta completa! Depois de muita consideração cuidadosa e trabalho árduo, você deve ter uma escrita que vende você como pessoa. Você também terá experiência de fazê-la, o que certamente será útil quando você começar a procurar o trabalho dos seus sonhos.